sábado, 1 de novembro de 2008

trabalhar na noruega

Antes de mais, se parou aqui (exactamente aqui) à procura das dicas siga para aqui. Continue aqui (exactamente aqui) depois das dicas.

Vamos agora ao que me interessa: o trabalho por estas bandas. E por estas bandas, não é fácil trabalhar. Parece que há muita gente interessada em migrar e eu não sei se sabem o que os espera. Tenho falado com outros migrantes e todos partilham, mais ou menos, as mesmas opiniões e todos passam, mais ou menos, pelas mesmas experiências.

Senão vejamos:

1. O Artur começa o seu trabalho e uns dias depois começa a ficar uma horita depois do horário de saída para acabar um trabalhito... e vem logo o chefe perguntar se está com demasiado trabalho, e tal, que não o quer demasiado ocupado, que a vida não é só trabalho, e tal, que vá aproveitar o sol (ou a neve), que a empresa vai contratar mais - portugueses, polacos, suecos, austríacos, alemães, lituanos, madeirenses (oops... também são tugas, não são?) - para ajudar no trabalho. Está mal. Está mal porque o Artur habitua-se a sair às 4 da tarde e depois como é? O que acontece se sair daqui? Mal habituado, está "preso" a este sistema.

2. As chefias, norueguesas ou não, não colocam pressão nenhuma sobre a Ana; e isso é mau. A Ana estava habituada a levar "na espinha" por "dá cá aquela palha" e chega aqui, passa a ser respeitada. Está mal, não acho bem. Há que aproveitar os calos de estimação criados noutros trabalhos e tirar partido deles. Isto de a deixar trabalhar ao seu ritmo não lembra ao diabo.

3. Todo o material pedido pelo Afonso para trabalhar é-lhe facultado pela empresa. Bem, esta é do arco da velha: então como pode uma empresa "fazer negócio" se dá todas as condições ao Afonso? Precisas de outro monitor? Toma! Gostavas de uma cadeira Håg Capisco na secretária ajustável em altura até ao metro e vinte? Toma! Quer se dizer: pagar mil contos por mês a um "artista" e ainda ter que gastar € 100 numa trackball para não o ter "desmotivado" parece-me, no mínimo, uma falta de respeito com o antigo patrão!

4. Todo o material desnecessário para a Catarina trabalhar é facultado pela empresa. Ah e tal, fruta a meio da semana? Sim; esta semana kiwis, na passada bananas e laranjas (por causa da vitamina C, que o Inverno está aí!). Casa de férias na montanha para uns fins de semana? Sim; é extremamente desnecessário ter a Catarina trabalho-casa, casa-trabalho. Há que lhe dar a possibilidade de, de quando em vez, desligar-se do trabalho... e da casa.

E a mim... meu deus, não há respeito nenhum! A semana passada "encomendaram" 2 dias de neve, só para estragar a minha vista d'Outuno. Deixaram tudo branco e eu agora que me amanhe... Não há direito.
(podem comparar com a velha vista)

Deixam-me o regresso a casa neste estado... tratantes!

E como se não bastasse, obrigam-me a trabalhar descalço...
que me sinto melhor assim.
Não sei se aguento muito mais tempo, arre!

12 comentários:

Viagens Lacoste disse...

Fantástica descrição do que deve ser trabalhar na Noruega.
Excelente post.

Irene disse...

;)realmente, tudo isto me parece um atendado aos Direitos Humanos, como é possível trabalhar nessas condições!!!!! Fica aqui o registo da minha indignação e o apoio a todos os migrantes que que param pela Noruega:)
um abraço para todos os migrantes!!!
beijinhos para vocês, tugas!

portugalilainen disse...

Obrigado p'lo elogio "lacoste". Mas, como em todo o lado, também há coisas más. Ficam para mais tarde (é mais difícil falar de coisas más :D)

Irene, contamos todos contigo para te "ajuntares" a nós na próxima manif. Eu, tu e... e... e chegamos! Poucos mas bons!

Anabela Magalhães disse...

Excelente post que eu gostaria de levar para o meu blogue logo que o incêndio da Educação em Portugal esteja apagado!
Beijinhos grandes

Anónimo disse...

Eu queria também ir para a noruega trabalhar, sou motorista de autocarros, tenho 25 anos e falo bem ingles, podia-me ajudar? é Importante

helio_serrao@hotmail.com

portugalilainen disse...

Olá Anabela!

Apaga esse inêndio, apaga-o mulher!

E leva o post para onde quiseres :D, que quando eu disser mal disto, vou pedir-te publicidade também ;)

Hélio(?): tens mail.

Anónimo disse...

o meu email é

helio_serrao@hotmail.com

verano...de(sc)otrolado!! disse...

ola!!!

Preciso de ajuda...

Eu (arquitecta) e o meu namorado (engenheiro) estamos a pensar ir trabalhar para a noruega...mas desconhecemos qual a melhor forma de procurar emprego...a maior parte dos sites aparece em noruegues o que nao facilita muito as coisas...
sabes em que sites posso procurar emprego??

Obrigada!!!!

P.S: o meu mail é moreiraeribeiro3@gmail.com

Giselli disse...

Olá! Adorei o seu post.
Gostaria de poder pegar algumas dicas consigo pois estou querendo ir para a Noruega.
Já vivi em Dublin e tive a oportunidade de conhecer a Noruega e fiquei apaixonada!
Queria saber se poderias enviar algumas dicas de como conseguir emprego por ai.
Falo ingles fluente e gostaria muito de uma oportunidade.

Agradeço o vosso contacto.

Meu email: gisellireis@gmail.com

Obrigada,

Giselli

Anónimo disse...

podia me ajudar também.
obrigado

Anónimo disse...

podia me ajudar
também gostava imenso de trabalhar na noruega.
meu email: tsbarbypocinhas7@gmail.com

vanda martinho disse...

o meu nome é Vanda Martinho. E gostaria de trabalhar na Noruega. Estou numa situação muito difícil. Já corri "meio mundo á procura de trabalho, e nada...Como as coisas estão por aqui será quase impossível arranjar trabalho em Portugal. Já fiz um pouco de tudo desde secretária, empregada de balcão, trabalhar numa empresa de carnes, etc... Gostaria de um trabalho em que se respeita-se o trabalhador. Estou aberta a propostas.
Fica aqui o meu e-mail: vanda.martinho@sapo.pt
Atenciosamente:
Vanda Martinho