domingo, 1 de fevereiro de 2009

ó tempo, volta p'ra trás

Depois dos pedidos de informação que caem no meu e-mail a perguntar sobre trabalho na Noruega, acabei por encontrar o que se segue. Copio, ipsis verbis, daqui. A entrevista tem uns meses. É, de certeza, antes do anúncio da assumida crise financeira mundial. Em seis meses algumas coisas mudaram querida Eli.

"Entrevista com Eli Syvertsen, conselheira da Rede EURES na Noruega, responsável por Portugal, Espanha e Austria, e que nos fala da necessidade que sentem actualmente de recrutar noutros países alguns milhares de trabalhadores qualificados (a Noruega tem actualmente uma taxa de desemprego muito baixa á volta de 2%) . Fala também de alguns projectos em que estão envolvidos em parceria com Portugal.
Criada em 1993, a EURES é uma rede de cooperação entre a Comissão Europeia e os Serviços Públicos de Emprego dos Estados-Membros do EEE (os países da UE, e a Noruega, a Islândia e o Liechtenstein), e ainda outras organizações parceiras. A Suíça integra igualmente a cooperação EURES. Os recursos conjuntos dos membros e parceiros EURES fornecem uma base sólida para que a rede EURES preste serviços de elevada qualidade a trabalhadores e empregadores.
O objectivo da EURES consiste em prestar informação, aconselhamento e serviços de recrutamento/colocação (adequação da oferta e da procura de mão-de-obra) em benefício de trabalhadores e empregadores, bem como de qualquer cidadão que pretenda beneficiar do princípio da livre circulação de pessoas."

video

Eu, como muitos outros "tugas", conheço a Eli. Mas isto não está como esteve. Está, como dizer?, em "banho-maria". Que nunca piore. Hei-de voltar ao estado das coisas brevemente.

4 comentários:

Tiago disse...

Espero que a Noruega continue a precisar de milhares de engenheiros, eu acabo o curso em Julho e quero ir para aí, em Portugal não há respeito pelos recém licenciados, trabalha-se como camelos e recebe-se o mínimo possível.

portugalilainen disse...

Precisa menos, infelizmente. Mas continua a contratar ;)

Rute disse...

Oi, tenho lido o teu blog.
Eu, o meu marido e a minha menina (bebé), estamos a pensar ir trabalhar para aí.
Depois de algumas pesquisas, já nos inscrevemos no site Finn, e estamos a mandar candidaturas espontâneas...
Ora, tenho algumas questões que so uma pessoa que aí viva me pode ajudar.
Nos so sabemos inglês... achas que mesmo assim ha hipótese de nos contratarem? Eu sou engª Industrial e ele Engº electrotécnico.
Ele tem emprego fixo cá, mas eu não... trabalhei como gestora de projectos numa empresa de moldes, mas logo que a nossa menina nasceu, fui convidada a sair.
Gostava muito de poder explorar outro país, e poder desenvolver a minha profissão, mas cá não tenho tido qualquer sucesso.
Estou tentada a tentar aí, espero ter sorte... o nosso medo é mesmo a língua...
Eu sou aventureira, o meu marido nem tanto... gostava muito de poder trocar 2 dedos de conversa contigo, tenho imensas duvidas... estarias disponível, para isso? Muito obrigada, o meu mail: rutemarques4@hotmail.com

Anónimo disse...

Olá.
Boa tarde.
Gostava de saber se neste momento é dificil ou nao eu aranjar emprego ai na NORUEGA para trabalhar em alguma empresa de bacalhao e se possivel omde tem muitos POTUGUESES para assim eu poder falar o portugues.
Outra lingua nao falo.
Gostava de saber como vou buscar o comtacto
MEU NOME. C. C.