sábado, 22 de março de 2008

mudar d'ares... (cont.)

... continuação: começando pelo voo até Helsínquia para ver se chego finalmente a Arendal.
O branco é das nuvens.

Helsingissä (que é como quem diz: em Helsínquia) fui convidado para um concerto numa discoteca (loja de discos), que encaixei sem dificuldades entre um par de entrevistas. Os Desert Planet, uma banda electro trash com sede, imagine-se, na (minha) faculdade de Arte de Design, cuja audição só se justifica por atracções nostálgicas dos saudosos spectrums, cassetes e gravadores dos anos oitenta, foram os "performers" de um espectáculo que eu sabia bizarro! Fica o vídeo e o "kiitos".
video
science fiction!

kiitos!

Na capital finlandesa (e um pouco por todo o país), o preto continua a dominar a palete de cores qualquer que seja a estação do ano... os finns são assim: escuros. Com as devidas excepções, claro está!

Para aqueles (finns ou não) que sentem que precisam d'algo para a saúde... a solução não é Ferrero, não senhor. A recomendação é a famosíssima Chiquita (por favor não me lembrem a anedota!). Chiquita faz bem, mesmo que seja mini! Hyvää Suomi!

E finalmente... Norge! E... finalmente a menina, que saudades! Não me vou perder com apresentações de Arendal. A Eduarda na Noruega já o fez! Fica só a ideia de que isto se apresenta para os viks como o Algarve para os tugas.
Os dois (três?) últimos dias são dignos de registo. Se por acaso viajasse para sul para fugir da neve teria apanhado um balde d'água nevada! Nevou durante dois dias, o que (quase) nos sugeriu hibernação. Hoje o sol voltou a brilhar, proporcionando umas quantas imagens (talvez) atípicas para este espaço-tempo.
Um "shot" depois da paragem em Oslo e a caminho de Arendal.

A sucata que fez ligação de Nelaug a Arendal.
Surpreendentemente "limpinho"; a ruralidade é outra coisa!

Arendal (ou vista de) à chegada.

Um dia antes do nevão!

Um dia depois do nevão!
(desde a janela das águas-furtadas)

...desde a rua.
(a olhar para cima)

... a olhar para baixo.

A rua que teima em ser um espaço privilegiado
(Tromso, Oslo, Arendal... são assim os viks!)

nem que a neve suba meio metro!

"O" postaleco!

E assim vão os dias por cá... volto agora às limpezas, que amanhã às 9:00 o compasso bate à porta! Ou não...

sexta-feira, 21 de março de 2008

mudar d'ares...

Março... hoje é o dia perfeito para dizer: tanto durmo como faço! É um dia especial, por isso. E porque é Dia Mundial da Árvore e da Floresta, e porque, mais hora menos hora, é por estes momentos que a Primavera se nos apresenta, ou ainda porque, e voltando ao provérbio, é dia de equinócio.
Para mim estas são só razões secundárias... este dia é especial porque hoje volto aqui ao portugalilainen para falar, também, do
portugisisk! Ah pois é. O portugalilainen mudou-se novamente para terras viks e a menina do forcado acompanha-o, a marota!
As últimas andanças laponas foram para tentar pescar o-que-quer-que-possa-nadar-debaixo-de-meio-metro-de-gelo (logo que consiga umas imagens da figurinha, volto ao evento) e, naturalmente, apreciar em modo especial algumas "finnishenesses", entre elas, a instituição
sauna.
Temperatura e humidade à entrada.
(curiosidade: é normal a temperatura pode subir acima dos 120 ºC)
A cerveja estava, como convém, fresquinha!

De resto, fui brindado com outra instituição nórdica, uma
aurora borealis de se lhe tirar o chapéu (esmerou-se e brindou-me com coreografias arrojadas), aquém da minha estreia em Outubro de 2006, mas, ainda assim superior às de Tromso. Muito bom!


Ainda deixei bacalhau ao amigo
finn (espero que o consiga "dominar") e fui a tempo de preparar umas rabanadas saborosas para emprestar um pouco de portugulidade a um "lanche" amavelmente oferecido por uma numerosa família local (5 filhos e mais se projectam para o futuro).
À saída de Rovaniemi, pese embora o branco dominar totalmente a paisagem, as temperaturas pisaram terreno positivo e, em Março, isso significa a (pseudo-) despedida do Inverno e o início de uma espera tortuosa até que se possa de facto sentir a Primavera (lá para meados de Maio).
O sol "rasteirinho" sobre o Kemijoki gelado, onde se anda
(lentamente)

video
ou se esquia
(mais depressa)

ou se conduz uma "
snowmobile"
(ainda mais depressa!)

de preferência aproveitando o sol que em Junho deixará de se pôr!

Sobre os dois dias em Helsínquia, a viagem até Arendal na Noruega, e o -enésimo (re-)encontro com a menina do forcado, minha "patroa", prometo actualização até ao dia de Páscoa. Assim, boa Páscoa, happy Easter, hyvää Pääsiäistä ou god Påske, consoante a preferência de cada um!

sábado, 1 de março de 2008

com os pés bem assentes

Confesso: estive à espera que chegasse Março para actualizar o blog. Desta vez não vou escrever nenhum testamento. Ficam algumas imagens e respectivas 'legendas'.

Sentia-se medo no ar...
a temperatura alta, a neve que não aumenta...
será que a Lapónia se foi embora?!
Finalmente nevou, e tudo voltou (mais ou menos) ao normal.


Num par de minutos perde-se o negro do alcatrão.

Num par d'horas perde-se (quase) a cor das bicicletas.

Num par de dias perder-se-iam os carros, não fosse a limpeza feita diariamente.

Depois da neve o bom tempo: no Verão, esta photoshopada só seria possível de barco!

A ilha (kotisaari) que deixa de o ser no Inverno.

O céu limpo permite isto. Mais uma vez do meio da água (gelada).

Teaser: próxima actualização será feita fora da Lapónia!