quarta-feira, 12 de setembro de 2007

bolinhos de bacalhau

Alguns (e falo no plural com orgulho: sei de pelo menos duas pessoas que vão passando por aqui!) já estranhavam a ausência de um apontamento culinário. Ou não... Sobre Oslo (e naturalmente sobre a Noruega) posso garantir que é um péssimo sítio para o Póvoas. Aqui, para se perder peso, basta entrar nos hábitos locais. O "prazer de comer" não é coisa que se cultive. Como noutras paisagens escandinavas. Mas isso não me impede de povoar a cozinha com o cheiro do azeite, o aroma dos refugados, a cor dos assados, os padrões das sopas, a textura dos legumes cortados e amontoados pela mesa (sim, tudo aos montinhos... como os putos!). A grande dificuldade está em encontrar ingredientes frescos e de qualidade... a baixo custo! Carne fresca aqui (proveniente da própria Noruega) é delicatessen! O azeite é pouco melhor do que óleo, com a qualidade em relação directa com o preço. Naturalmente! Ainda assim, há quem tente "abrir o apetite" dos viks, nem que para isso tenha que escrever klippfiskboller (da Noruega, pois claro!)


Hoje fui ao vinho... quero dizer, fui ver o vinho! O vinmonopolet está para a Noruega como o alko está para a Finlândia: álcool (qualquer coisa mais forte que cerveja) só aqui. O horário para venda é ainda mais "apertado" que o dos finns. Aos sábados, depois das 6 da tarde não há álcool para ninguém, nem mesmo cerveja no supermercado. Nos bares, depois das 3 da matina, não há álcool para ninguém. É a lei, dizem eles todos sorridentes! Vamos ao custo dos links: casal.garcia.no (para beber mais a ma... nina do forcado!), 84.90NOK [€10.5]; mateus.rose.no, 89.90NOK [€11.20]. Para terminar em apoteose reparem no custo incompreensivel deste link que encontrei no manual de preços: barca.velha.no/1999, 799.90NOK [menos de €100!] enquanto barca.velha.pt/1999 está acima dos €110 e a subir!



9 comentários:

Anabela Magalhães disse...

O título do teu post remete directamente para o meu almoço de domingo passado... bolinhos de bacalhau acompanhados de arroz seco do mesmo e salada de feijão fradinho. E a sobremesa foi um delicioso pudim "temperado" com Vinho do Porto...Uhm... delicioso!
Mas essa gente, que habita o planeta tão a Norte, sabe lá o que isto é!!!

Anónimo disse...

"Biba a Binhaça" :)

Beijo
:: duda ::

Miguel Vieira disse...

Como é possível continuares a viver ai nem que seja mais um dia, eu nunca perceberei! Esses gajos andam a dormir ou quê? Faz ai aos Vikings um cozidinho à Portuguesa com todos que eles vêm instantaneamente o colesterol a passar das duas centenas de unidade só de "lhe apanhar o cheiro"!Que raio de raça de gente! Sem comidinha de jeito, vinho bom, só importado, para que é afinal que se levantam de manhã!?!
Arre!

portugalilainen disse...

Oh Anabela! Esta gente tão a norte não sabe mesmo... e uns quantos deles que eu conheço bem que gostariam que fosse doutro modo. As minhas papilas gustativas reagem ao teu almoço!

Sim, sim duda... "bibó binho. Do porto, carago!"

Miguel. Eu, não, sei! :D

Miss Lee disse...

vá, pelos vistos já somos 4 a passar aqui pa ler!!
e sempre é bom saber que há sítios onde o horario de venda de alcool é mais apertado que aqui...
Já sabes, a melhor solução é receber umas encomendas de Portugal... e fazer umas tainadas de deixar o povo a lamber as beiças!

portugalilainen disse...

miss lee!

Long time no see. Mas sempre lida!
Obrigado pelo comentário. Para a semana vou estar mais perto de Tallinn, ainda que noutra capital, a da Letónia.

Miss Lee disse...

Riga tb é fixe!! Mas Tallinn é mais catita! Se passares por aqui, comunica!
beijinhos

Teea disse...

Vixi... bem sabia que Noruega é caro, mas tanto assim! Não dá para comprar vinho? Bom, mesmo que aqui também seja caro, sempre compro, rs. É engraçado que sempre me perguntam sobre bacalhau, se comemos aqui (na Finlândia) e falo que nunca... especialmente os brazucas não entendem isso - eles comem lá bacalhau norueguês, mas aqui nada isso... coisas não tão fáceis para entender...

Ahh, sou amiga da Raquel, não sei se já me "conhecia" ;)

Beijos de Helsinque,
Teea

Anónimo disse...

Podes sempre abrir a uma garrafeira marginal a preço mega competitivo, eu vou de barco rabelo para ai carregado de garrafas e tu vens carregado de dinheiro, e depois faz-se a divisão(pagas-me a compra do barco, a viagem, a carta de marinheiro, o gps para o barco, as "luvas" que terei de pagar, o motor Yamaha de Off-shore) das-me o dinheiro da venda das garrafas e ficas com 5 euritos para ti. :)